5 de jun de 2011

A cantiga de roda mais bonita da cidade

O hit mais comentado e acessado da internet essa semana foi o clipe da música 'Oração' da banda curitibana "A banda mais bonita da cidade". O grande número de acessos fez com que a banda underground se tornasse conhecida nacionalmente, inclusive com entrevistas para TV e sites de notícias. Formada há dois anos, o quinteto disponibilizou 'Oração' no site You Tube e em quinze dias já foram registrados mais de 4milhões e 500 mil visualizações.

O guitarrista da banda Rodrigo Lemos resumiu, em entrevista, o evento:"Postamos o clipe apenas nos perfis do Facebook das pessoas que participaram da gravação. Foi muito rápido: saímos para almoçar e quando voltamos observamos que os amigos dos amigos estavam compartilhando a música. Tudo aconteceu de uma maneira inesperada”, reconhece o curitibano".

O clipe foi gravado em 'plano sequência' utilização de uma só tomada, ou seja, o vídeo não tem cortes. Foi gravado em uma casa no interior do Paraná, onde participam no vídeo-clipe, além da banda, alguns amigos dos integrantes. Foram feitas oito gravações segundo  o cinegrafista do clipe André Chesini, sendo que a motrada no Youtube é a terceira tentativa."A gente tinha o zelo de fazer o filme, bonitinho e tal. Mas estávamos totalmente descompromissados", diz Rodrigo, num das várias tentativas de passar uma idéia de 'eventualidade' para a divulgação do clipe.

Apesar de tudo indicar o contrário, isso aparenta ser uma grande estratégia de marketing. Qualquer pessoa com mínimos conhecimentos da linguagem cinematográfica sabe que houve um cuidado com fotografia, áudio e gravação, além da escolha criteriosa para uma música que foge um pouco da linguagem proposta pelo grupo. 'A banda mais bonita da cidade' segue à risca a cartilha indie  (abreviatura de independente em inglês, movimento musical surgido nos anos 1980), que tem uma metodologia de distribuição 'não comercial', com selos terceirizados ou próprios para lançarem seus trabalhos. Mas a independência não para por aí. Há toda uma ideologia, uma certa liturgia no trabalho dos indies que, ao tentarem a originalidade, tiram essa intenção do processo, virando algo como 'o mais do mesmo'. No indie, a pretensão é ir contra a corrente, adotando um visual despojado. As letras tentam suprimir o despojamento visual com uma pretensiosa (e por vezes irritante) tentativa de criar uma atmosfera beletrista, onde metáforas, hipérboles (exageros) e ecos sonoros são prioridade e nem sempre garantia de boa música. A escola indie começou nos anos 1980 e tem nas bandas 'The Strokes', 'Belle & Sebastian', 'Beirut' além da brasileira 'Los Hermanos' seus maiores expoentes.

Música para grudar no ouvido - Algo que faz com que suspeitemos do ar descompromissado dos discursos dos integrantes, alegando a não-fama  como motivador do clipe, pode ser notado na letra da música. Ali, há o registro de uma estrutura semelhante às cantigas de roda, com versos de sete sílabas (também conhecido como redondilha maior). Temos em algumas cantigas de roda essa estrutura, como em 'Ciranda Cirandinha'. As sílabas acentuadas estão em caixa alta:

"Ci|ran|da|ci|ran|di|nha
Va|mos|to|dos|ci|ran|DAR
Va|mos|dar|a|mei(a)|VOL|ta
Vol|ta(e)|mei|a|va|mos|DAR.’"

Chico Buarque de Holanda em sua 'A banda' também usa redondilha menor:

"Es|ta|va(à)|to|a|na|VI|da
O|meu |a|mor|me|cha|MOU
Pra|ver|a|ban|da|pas|SAR
Can|tan|do|coi|sas|de(a)|MOR"

Valendo-se desse recurso facilitador de assimilação da letra, 'A banda mais bonita da cidade' vem com igual proposta:

"Meu|a|mor
Es|ta(é)| a(úl)|ti|ma(o)|ra|ÇÃO
Pra|sal|var|seu|co|ra|ÇÃO
Co|ra|ção|não|é|tão|SIM|ples
Quan|to pen|sa
Ne|le|ca|be(o)|que|não|CA|be
Na|des|pen|sa
Ca|be(o)|meu|a|mor
Ca|bem|três|vi|das|in|TEI|ras
Ca|be|u|ma|pen|te(a)|DEI|ra
Ca|be|nós|dois..."

Efeito "Anna Júlia" - Com essa singela música e durante longos seis minutos 'A banda' tenta fazer com que as letras obtusas e pretensiosas de outras músicas como 'Canção pra não voltar' sejam esquecidas por um momento. E mostra em rimas repetidas à exaustão que pode chegar ao grande público, mesmo que negue ou que venha renegar isso futuramente. Um episódio interessante foi o caso dos 'Los Hermanos' que despontou com a conhecida "Anna Júlia", que foi renegada como algo 'inferior' quando os barbudos cariocas já tinham alcançado seus objetivos mais imediatos. Somente um exercício de 'previsão de riscos' em carreiras musicais poderia dar um idéia sobre no que isso irá resultar. Mas ao seguir uma cartilha já consagrada, apesar de arrogarem a si a originalidade mais criativa, 'A banda mais bonita da cidade' pode até conseguir certa notoriedade pois está fazendo a lição de casa corretamente.



Um comentário :

Jacques disse...

Não vi e nem quero ver mais esse viral inútil.
Os caras parecem aquele galãzinho meia boca da novela das oito que faz a barba para não parecer que fez a barba.
Se eles são fogo de palha ou ão, só o tempo dirá.
Até mais.